Água e hidratação

agua-e-hidratacao

Hidrata, rejuvenesce, emagrece, pode até curar doenças… Enfim – a água só traz benefícios a nossa saúde! Você já observou que água é sempre citada por qualquer que seja o especialista, quando o assunto é beleza, bem-estar e saúde?! Não é por modismos, não. A água é certamente uma das maiores aliadas da beleza do corpo da mulher – um santo hidratante.  A água é uma substância composta por dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio (H2O).

Embora não contenha nenhuma caloria ou nutrientes, sem ela, em apenas poucos dias, nosso corpo pararia de funcionar. Acredita? E infelizmente há muitas mulheres que simplesmente se esquecem de bebê-la durante o dia. De acordo com a nutricionista Claudia Ridel Juzwiak, colaboradora do Conselho Regional de Nutricionistas, em São Paulo, a água é tão essencial quanto alimentar-se todos os dias: “A água constitui aproximadamente 60% do peso de uma pessoa e está distribuída no sangue, tecidos e outros fluidos corporais, além de estar diretamente envolvida em todas as funções vitais do organismo.

Ela é essencial para que ocorram as reações metabólicas, transporte de nutrientes, proteção de tecidos, lubrificação das articulações e manutenção da temperatura do corpo”, afirma. O resultado é visível, pele seca, cabelos fracos, problemas intestinais (constipação) e outros mais sérios como cálculos renais, hipertensão, principalmente quando a mulher chega à menopausa. Um corpo bem hidratado, em geral apresenta uma pele macia e elástica, e não podemos nos esquecer que a necessidade do líquido aumenta conforme vamos envelhecendo.

Olha água, olha água!

A água pode ser facilmente contaminada por microorganismos, parasitas e outros elementos, como metais pesados e inseticidas. Portanto, medidas preventivas devem ser tomadas para a preservação das reservas de água. “Em casa, a filtragem e/ou fervura garante a eliminação dos microorganismos”, sugere Claudia Ridel.

Quantidades indicadas

A necessidade de água de cada pessoa varia com sua idade, sexo, temperatura e umidade do ambiente, nível de atividade física, entre outros fatores. “Crianças e idosos costumam ter mais facilidade para se desidratarem. A atual recomendação para mulheres adultas é de 2,7 litros de líquido por dia, incluindo água, outras bebidas e água, contida nos alimentos. Já para os homens a recomendação é de 3,7 litros”, alerta nutricionista.

O ideal, conforme explica a nutricionista, a ingestão de água deve ser em média, de 6 a 8 copos (cerca de 2 litros) por dia. Já para um atleta, sua necessidade pode triplicar. “É preciso ajustar o consumo de água quando está calor, em casos de febre ou outras doenças, durante a gravidez e quando se exercita”, destaca. Além da água, outros alimentos contribuem com os líquidos totais do dia, principalmente frutas, legumes e verduras. “Some todos os tipos de líquido consumidos no dia para alcançar a recomendação”.

Pessoas que consomem bebida alcoólica ou muito café podem ter uma perda de líquidos maior, pois estas bebidas são diuréticas (compostos que levam a excreção de água).

Como garantir a hidratação perfeita

Claudia Ridel dá algumas dicas de como ter a hidratação adequada:

– Crie o hábito de beber água durante o dia. Leve uma garrafinha na bolsa e procure consumir água entre os intervalos das refeições;
– Qualquer tipo de bebida contribui para o total ingerido no dia: chá água de coco, sucos… Lembre-se que, diferentemente da água, algumas dessas bebidas apresentam calorias que devem ser consideradas;
– Além de tomar água, a inclusão de alimentos como sopas, hortaliças e frutas, também colabora para o aumento da quantidade de líquidos presentes.
– Algumas frutas como a melancia, laranja, melão, são riquíssimas em água;
– Bebidas alcoólicas não contribuem para a hidratação. Ao contrário, o álcool inibe a produção de um hormônio, o que estimula a diurese e causa maior perda de líquido pela urina;
– Em dias mais quentes e muito úmidos, preste mais atenção à ingestão de líquidos;
– Crianças e idosos devem ter maior preocupação para não desidratar;
– Na prática de atividades físicas, consuma água antes, durante e depois dos exercícios, pois a perda de líquidos por meio do suor pode ser muito grande;
– A ingestão de água contribui para o bom funcionamento intestinal;
– Habitue-se a beber água antes de sentir sede intensa.

Consultoria: Claudia Ridel Juzwiak, nutricionista, colaboradora do Conselho Regional de Nutricionistas – 3ª Região (CRN-3) doutora em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e atualmente é professora assistente da Universidade Católica de Santos.

Foto: iStockphoto