Um bate-papo com a gata Nath Araújo

A ilustração combina arte, técnica e inspiração. Não é à toa que a indústria do cinema e o mercado publicitário investem cada vez mais em animações digitais e 3D.

Conheça agora a história de uma garota que começou com graffiti e, agora vem se especializando em ilustração. Com vocês: Nath Araújo.

Ela deixou a vida tranquila e regada a pão de queijo, em Minas Gerais, e veio enfrentar os desafios da capital paulista.

Formada em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Nath, 24, desenha há muito tempo, praticamente desde a infância.

Para ela, é ali que o artista insere um pouco da sua essência e verdade.

“Desenhar é o máximo. É como se fosse um presente para quem faz e para quem o vê”, conta Nath.

EV: Gosta do título Grafiteira? Ou prefere ilustradora?

Nath Araújo: Prefiro ilustradora, tenho mais experiência com ilustração que com grafite. Ainda tenho muito que aprender e experimentar para ser chamada de grafiteira.

Além disso, acho que esse rótulo limita. Gosto de fazer outros tipos de arte também, e não só grafite.

EV: Onde você trabalha atualmente?

Nath Araújo: Trabalho no marketing da Olook, e-commerce de moda.

profissao_ilustradora_nath_araujo_2

profissao_ilustradora_nath_araujo_3

EV: Por que ilustração?

Nath Araújo: Eu gosto de desenhar desde criança, então sempre estou em busca de formas e materiais diferentes para mostrar a minha arte.

Já desenhei em papel, computador, tela… E por que não em paredes?

EV: Fez algum curso?

Nath Araújo: Na ESPM, onde me formei. Um ex-aluno, em parceria com outros artistas, criou um projeto chamado Parede Viva e propôs grafitar a faculdade, que antes era toda cinza.

Vários grafiteiros renomados pintaram por lá. Depois disso, a ideia foi abrir espaço para alguns alunos aprenderem a grafitar, e foi criada a oficina do Parede Viva, da qual eu participei.

Foi incrível aprender com artistas como o Mundano e o Crânio, não só a usar o spray, mas também sobre a história do movimento.

profissao_ilustradora_nath_araujo_4 profissao_ilustradora_nath_araujo_5

EV: A quem ou ao quê você atribui sua iniciação?

Nath Araújo: Acho que o movimento já é bastante inspirador. Levar a sua arte para as ruas e passar uma mensagem através dela, onde todo mundo possa ver, – é o máximo. E claro, nada mais inspirador do que ver o trabalho de outros artistas.

Fala sério, ter uma obra maravilhosa do Kobra ali do lado da sua casa ou no caminho do seu trabalho, onde você pode ver sempre, é um presente. Eu via muitos grafites por aí e tinha vontade de tentar também.

EV:  Você conhece alguma artista desse segmento (ilustração/grafiteira) famosa? Conhece os trabalhos? O que acha?

Nath Araújo: Conheço e sou muito fã da Nina Pandolfo. Acredito que ela seja a mais famosa, e não é à toa.

Um dos trabalhos mais lindos que já vi foi a fachada do Castelo Kelburn, na Escócia, que ela pintou com Os Gêmeos e o Nunca.

EV: Que mensagem você procura passar pelos seus desenhos?

Nath Araújo: Falar que quero passar uma mensagem super profunda com os meus desenhos seria prepotente da minha parte.

Eu apenas desenho o que gosto e coloco o meu sentimento no que faço. É um trabalho bonitinho, feminino e jovem, com bastante referência pop.

Estou planejando experimentar uma série de desenhos mais “críticos” no futuro, que acho que combinam mais com a essência do grafite, mas isso ainda não é muito o meu perfil. Os temas dos meus trabalhos hoje são mais para entreter as pessoas do que fazê-las refletir.

profissao_ilustradora_nath_araujo_6 profissao_ilustradora_nath_araujo_7 profissao_ilustradora_nath_araujo_8

EV: Como você define sua marca?

Nath Araújo: Acho muito legal quando você reconhece quem fez um desenho sem precisar ler a assinatura.

Minhas marcas talvez sejam meu traço e os temas dos meus trabalhos, minhas “menininhas”.

EV: Quais são seus ícones de estilo?

Nath Araújo: Tenho vários, mas adoro a Olivia Palermo, já fiz muitos desenhos dela. Também gosto das irmãs Olsen, Lindsay Lohan, Kate Moss, enfim, todas que já apareceram nos meus desenhos, hahah…

profissao_ilustradora_nath_araujo_9 profissao_ilustradora_nath_araujo_10

EV: E o que você recomenda para quem quer seguir esse mesmo caminho?

Nath Araújo: Qualquer caminho relacionado a arte tem muito a ver com treinar e treinar, seja grafite ou qualquer outra técnica. É muito legal e gratificante ver o quanto você conseguiu evoluir depois de treinar bastante. E claro, colocar seu sentimento no que está fazendo para se expressar com honestidade.

EV: Qual o seu maior desafio em relação à arte?

Nath Araújo: Nunca perder a inspiração. Estou sempre em busca de referências de outros artistas, ícones do pop e da moda, fotografias e músicas legais para me inspirar.

profissao_ilustradora_nath_araujo_11 profissao_ilustradora_nath_araujo_12

profissao_ilustradora_nath_araujo_14

EV: Futuro?

Nath Araújo: Quero continuar me divertindo desenhando e ser reconhecida pelo meu trabalho.

EV: São Paulo te inspira?

Nath Araújo: Muito! Mas é porque gosto da cidade e me identifico com ela, não tem muito a ver com o tamanho ou a importância que ela tem. Acredito que, se eu fosse do tipo que curte morar na praia, uma cidade do litoral me inspiraria mais. Mas eu adoro São Paulo.

EV: Quanto você cobra por desenho?

Nath Araújo: Depende da técnica, do quanto vou demorar em fazer, dos materiais que vou usar… Uma parede com graffiti, por exemplo, é mais cara do que um desenho para colocar no perfil de um blog. 🙂

Como as pessoas podem conhecer melhor o seu trabalho e encomendar um desenho personalizado?

Nath Araújo:  É muito fácil 😉

http://instagram.com/nanaths
http://nathss.tumblr.com

EV: Faz um meu? (risos)!

Nath Araújo: Tô só esperando você me mandar a foto que quer! (rs)

profissao_ilustradora_nath_araujo_13

Update: depois dessa entrevista, passaram-se alguns anos e a Nanath ficou muito famosa e ela nunca fez um desenho pra mim … 🙁