Pulando corda

Você já ouviu falar em Rope Skipping? Muito bem, o esporte em si, nada mais é que uma atividade física que tem por base, o ato de pular corda, utilizando uma diversidade de saltos entre outras infinitas combinações. Pular corda é uma atividade física muito conhecida no mundo, nas brincadeiras de criança, de rua, ou nos exercícios de preparo e condicionamento físico de atletas. Mas, até a década de 60, ninguém havia pensado em tornar esta prática um esporte. As duas mais importantes manifestações nessa direção ocorreram no final da década de 60 e no início da década de 70, com a fundamentação do Rope Skipping e da modalidade Double Dutch.

Em 1969, o norte-americano Richard Cendali, nesse tempo jogador de futebol americano, ao cumprir parte de seu treinamento em que deveria pular corda por um longo período de tempo – o que considerava monótono e cansativo – começou a inventar novas maneiras de tornar seus treinos mais agradáveis, explorando diferentes manejos para brincar e saltar com a corda.

No Rope Skipping é possível criar coreografias com ou sem acompanhamento musical, já que valoriza aspectos de criatividade e nível de habilidade. Uma das características desse esporte é a acessibilidade a sua prática, porque não há restrições quanto à idade ou peso e, pode ser usada qualquer tipo de corda.

Pratique individualmente ou em grupo
::: Na primeira opção (individual) pratica-se valorizando a velocidade de execução, dificuldade e precisão dos saltos.

::: Em grupo, a ênfase fica para coordenação, sincronismo, criatividade e o trabalho em equipe.

::: Para o treinamento de equipes de alto nível são utilizados vários tipos de cordas específicas. Para os exercícios de velocidade são usadas cordas bem finas, portanto mais leves. Nas seqüências de single rope e double dutch usam-se cordas comuns e, para condicionamento físico, as cordas são mais pesadas.

No Rope Skipping existem diferentes maneiras de bater e saltar a corda
::: Single Rope (Corda Simples): quando uma pessoa salta com apenas uma corda. Nesta modalidade a pessoa realiza saltos e manobras individuais ou exercícios de velocidade denominados Speed.

::: Chinese Wheel (Roda Chinesa): quando duas ou mais pessoas cada uma portando uma corda, executam saltos combinados sobre a sua própria corda, porém com uma ponta batida por ela mesma e a outra ponta por outra pessoa.

::: Double Dutch (Corda Dupla): quando uma ou mais pessoas saltam entre duas cordas, normalmente grandes, batidas alternadamente por outras duas pessoas que se defrontam.

Foto:Thinkstock