Sem cigarro e em forma

sem-cigarro-e-em-forma

O combate ao fumo tem sido assunto cada dia mais comum nas rodas sociais e na mídia de modo geral. São inúmeros os prejuízos que este hábito causa ao organismo e não há quem não os conheça. Mesmo assim, a grande maioria dos fumantes precisa de muita determinação para largar o vício. Uma das desculpas mais conhecidas em relação à dificuldade de deixar o cigarro é o medo do aumento de peso, principalmente nas mulheres que temem perder a forma.

O fato é que de nada adianta permanecer magra fumando horrores e com todos os prejuízos visíveis, além da grande probabilidade de adquirir doenças que podem levar à morte. Quem fuma tem 10 vezes mais chances de ter câncer pulmonar, 50% a mais de chances de ter infarto e cinco vezes mais chances de ter enfisema, entre outros males.

Sem cigarro e em forma

A consultora esportiva Stella Krieger alerta que há sim a possibilidade do ganho de peso depois de abandonar o cigarro. Mas, esse problema pode ser revertido com a combinação de exercícios físicos e a conquista de hábitos alimentares saudáveis. “Determinação é a palavra chave.

Quem fuma está prejudicando um bem que não tem preço – o próprio corpo,” comenta. “Quando o organismo sente falta da nicotina, ele inicia um processo de abstinência que gera dores de cabeça, além de crises de irritabilidade e ansiedade. Com a prática da atividade física são liberadas endorfina e serotonina, hormônios que proporcionam sensação de prazer semelhante à provocada pela nicotina”, complementa Stella.

A dica de Stella é procurar uma atividade física e investir em exercícios aeróbios. O ideal é fazer um trabalho de queima calórica com fortalecimento muscular. “Assim não haverá contratempo”, diz.

A nicotina serve como inibidor de apetite, além de detonar o olfato e paladar. É natural que, com a parada brusca do consumo do cigarro, as pessoas sintam mais fome, mais vontade de comer. Com a melhora dos sentidos, os alimentos se tornam mais apetitosos e cheirosos. Aí é que mora o perigo. “Aumentar, bruscamente a ingestão de doces e comidas calóricas no geral, levará a um possível aumento de peso”, comenta Stella.

O abandono e os benefícios incontáveis
Segundo a nutricionista Gabriela Motta, essa característica pode variar de pessoa para pessoa, porque há relatos de pessoas que chegaram a engordar de seis a 10 quilos após parar de fumar. No entanto, bons hábitos podem reverter este quadro. “Tenho uma paciente que parou de fumar há 10 anos e conseguiu perder oito quilos ao aliar alimentação balanceada com exercícios físicos”, afirmou.

Veja os processos
20 minutos depois de parar de fumar: a pressão sanguínea e a pulsação da pessoa voltam ao normal.
2 horas: já não há mais nicotina circulando no sangue.
8 horas: o nível de oxigênio do sangue se normaliza.
24 horas: os pulmões voltam a funcionar melhor.
2 dias: o olfato e o paladar já começam a se recuperar.

“É comum que haja uma substituição do cigarro por algum outro hábito. Mas, que seja por um hábito saudável, que vá proporcionar melhorias gerais para o corpo e mente”, finaliza Stella.