Um brinde à primavera

um-brinde-a-primavera

O poder de ingredientes dermocosméticos antiage extraídos de flores

A chegada da estação mais bela do ano, a primavera, o clima fica mais ameno, caloroso e propício para o aparecimento das flores. Lindas nos jardins e provedoras de beleza nos dermocosméticos: “Os extratos de flores e plantas são muito utilizados como ingredientes ativos em cosméticos, porque carregam alto teor de nutrientes, substâncias antioxidantes, cicatrizantes e proteicas”, explica a farmacêutica Mika Yamaguchi, diretora científica da Biotec Dermocosméticos. A empresa aproveita a estação para lançar quatro poderosos ativos rejuvenescedores: Miniporyl (proveniente da flor do trevo vermelho), MeiYanol (extraído da flor de sabugueiro), SWT-7 (extrato da flor do Himalaia Swertia Chirata) e Defenscalp (proveniente de Oleandro).

Flor do trevo vermelho para reduzir os poros

Miniporyl, de acordo com a farmacêutica, é um extrato que conta com a substância Biochanina A, que estimula a diferenciação dos querationócitos, tem ação adstringente, além de regular a produção de sebo. “O ingrediente promove uma contração das fibras colágenas e reduz o tamanho do poro; age inibindo a enzima 5alfa redutase — responsável pelo aumento da produção de oleosidade; e, além disso, aumenta a produção de proteínas da matriz extracelular”, explica Mika. O ingrediente pode ser manipulado em produtos antiacne, cremes e séruns de tratamento anti-idade, em primers e em maquiagens.

Flor de sabugueiro para diminuir as olheiras

Rico em flavonoides e polifenóis, MeiYanol tem a função de bloquear o processo de extravasamento dos leucócitos e assim fortalecer a barreira dos vasos sanguíneos mantendo a integridade da região das áreas dos olhos. “Também tem a capacidade de sequestrar o ferro do processo da formação dos radicais livres, diminuindo a inflamação local também. Indicado para edema, rugas e olheiras. É uma tecnologia inovadora que foi desenvolvida e lançada recentemente no mercado europeu e asiático”, comenta.

Flor do Himalaia para corrigir rugas verticais

O SWT-7 age diminuindo rugas verticais (código de barra) pelas propriedades cicatrizantes do bioativo extraído de tradicional erva do Himalaia (Swertia chirata). “SWT-7 apresenta inovador conceito baseado na medicina autorregenerativa que estimula células-tronco e a produção de fatores de crescimento para promover regeneração da epiderme e atenuar rugas verticais. O ativo melhora também a textura da pele e tem um exclusivo mecanismo de comunicação celular”, conta Mika.

Flor de Oleandro com poder anticaspa

Defenscalp é responsável por inibir o crescimento do fungo Malassezia (responsável pela formação da caspa). “O ingrediente modula a resposta imune-inflamatória e preserva a microbiota do couro cabeludo, normalizando a produção de sebo. Por atuar contra a caspa, também melhora as situações em que a queda de cabelo tem correlação com esse problema”, explica. A estrutura do fio também melhora com o uso do ingrediente, que pode ser manipulado em shampoos e tônicos.

A farmacêutica afirma que os ativos são encontrados em farmácias de manipulação. “O ideal é a prescrição do médico, que pode personalizar a fórmula de acordo com a necessidade do paciente”, finaliza Mika.

Fonte: A Biotec Dermocosméticos é empresa especializada em divulgar ao mercado de farmácias magistrais, área dermatológica e medicina estética, ativos e conceitos nutricosméticos e dermocosméticos inovadores. www.biotecdermo.com.br / SAC: 0800-7706160